Publicado em Deixe um comentário

Leveza e lindeza: quero!

Quem não ama um produto bacana que nos enche de beleza, cuidado e perfume?

Para um número cada vez maior de pessoas, a ordem é ter todos os benefícios esperados em um cosmético e ainda nunca abrir mão da ética. Sorte a nossa, que existe o selo cruelty free (livre de crueldade) que atesta a conscientização acerca da evolução produtiva dos cosméticos, sem necessidade de testá-los em animais.

A verdade é que por trás do selo do coelhinho, existe uma longuíssima (e nada fácil) batalha de pessoas que vêm cobrando da indústria um pouco mais humanidade ao testar seus cosméticos. Mas que impacto nós consumidores exercemos ao decidir por um produzido de forma ética e com cuidado? A resposta é uma só: muito.

Ser cruelty free significa que um produto não utilizou testes em cobaias vivas em nenhuma fase de sua produção. Ou seja, a empresa não testou o produto em bichinhos e tampouco usou em sua fórmula qualquer ingrediente que tenha sido testado em animais por terceiros. Esse é um cuidado da Ekilibre Amazônia.

Porque sabemos que, ao contrário do que insistem por aí, dá sim para desenvolver produtos maravilhosos e seguros, comprometidos tanto com o bem-estar animal quanto com o meio ambiente. Basta investir em tecnologia, pesquisa e ingredientes naturais. Mas o impacto de uma única ação – a nossa, ao escolher o que usar – pode significar um mundo onde a beleza de uma pessoa não existe às custas do sofrimento de nenhum animalzinho. E a gente sabe que produto nenhum pode competir com a beleza que um coração mais leve traz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *